Como escolher um PC portátil para design gráfico e desenho digital: 10 dicas para a melhor escolha!

Jul 19,2021 PM 17:38

1562

0

ecran de apple macbook pro 16.jpg

Está a pensar em comprar portátil? Siga as nossas dicas e faça a melhor e mais acertada escolha para si!

Apesar da nossa relação com a tecnologia ter vindo a alterar-se cada vez mais no sentido da mobilidade, os smartphones e tablets não substituem ainda a necessidade de um portátil, seja para trabalho, para lazer, ou mesmo ambos.

Há vários critérios a considerar antes de tomar a decisão final. Há algumas perguntas que vai ouvir onde quer que se dirija: qual o tipo de utilização que vai fazer? É para trabalhar? É para jogos? É apenas para navegar na internet e redes sociais? Estas questões ajudam a filtrar a sua necessidade a reduzir de imediato o leque imenso de opções disponíveis no mercado, por isso .

Se necessitar de um portátil para jogos, por exemplo, rapidamente vão indicar-lhe uma máquina com características específicas, geralmente algo com um desempenho acima da média e que, consequentemente vai afectar o seu custo.

Procurar um notebook voltado para design gráfico pode ser um desafio, e é um processo bem diferente de comprar um notebook para uso geral ou jogos. Você precisa de um notebook leve o suficiente para ser portátil, mas potente na medida certa para realizar trabalhos complexos.

Antes de entrar de cabeça no processo de tomada de decisão, pense no tipo de trabalho que você faz e no seu orçamento. Se você faz trabalhos em 3D complexos, precisará das especificações de ponta. Se os trabalhos são na maioria em 2D, o notebook pode estar entre as faixas intermediária e baixa.

As configurações mais importantes para o design gráfico são: sistema operacional, CPU, memória ou RAM, unidade de armazenamento, tipo e tamanho da tela e precisão de cor.

E é muito normal termos dúvidas em relação a configuração ideal das nossas máquinas. Sempre rola uma insegurança para saber se estamos indo para lado certo e que vamos investir corretamente o nosso suado dinheiro em um com computador para Designer.

É por isso que em seguida faremos um resumo de alguns dos aspectos mais importantes que devem ter em conta na hora de escolher um portátil.

1. Sistema operativo

Sistema operativo Linux vs Windows 10 vs Mac.jpg

Hoje em dia, há imensos sistemas operativos para escolher, com o Windows da Microsoft e o MacOS da Apple a serem os mais famosos, ou o Linux e até o ChromeOS da Google.

Se já tiveres outros dispositivos Apple é vantajoso optar pelos computadores MacOS, usufruindo assim deste ecossistema coeso, gratificante e simples de usar. No entanto, para um utilizador casual, os portáteis Windows são bem mais baratos.

A maioria dos softwares, até para design gráfico, é produzida para plataformas Mac OS e Microsoft Windows. É claro, você deve confirmar que seus arquivos são compatíveis com o software e o sistema operacional usados pela empresa em que você trabalha.

As vantagens do Mac é que suas telas tendem a ser muito precisas na exibição de cores e ter uma boa qualidade de exibição geral. Como os Macs dominaram o mundo do design gráfico por muito tempo, existem alguns softwares especializados em design gráfico que só funcionam no Mac OS.

Atualmente, não há mais diferenciação significativa entre arquiteturas ( Mac e Windows ), portanto, a escolha está relacionada ao ecossistema e à compatibilidade — com softwares, plataformas e, principalmente, com o restante da empresa. O PC do designer precisa acompanhar os outros para facilitar compartilhamento de arquivos e uso do sistema.

O sistema operacional Linux não é tão conhecido, mas é muito utilizado por programadores e especialistas em informática. Vale mencionar que você pode precisar encontrar versões alternativas dos programas mais usados. Como o Linux é gratuito e tem código aberto, a vantagem é que os modelos com esse sistema operacional costumam ser mais baratos e permitem maior personalização da interface.

Também vale mencionar o Chrome OS, novo sistema operacional do Google presente em notebooks pequenos, indicados para quem vai realizar basicamente todas as suas tarefas na internet, seja na edição de arquivos salvos na nuvem do Google Drive, seja na navegação de sites e exibição de filmes em streaming.

2. Processador

Processador AMD Ryzen vs Intel Corel.jpg

Tal como nós, as máquinas também têm um “cérebro”. O processador é o responsável por coordenar todas as ações do notebook, assim como o cérebro no corpo humano.

O tipo de processador vai afetar o desempenho do portátil. Quanto mais potente, mais rapidamente processa informação. Claro que isto não vem sem consequências, se é mais potente, vai inflacionar o preço final e vai consumir mais energia, diminuindo assim a autonomia da máquina.

Para trabalhar com vídeos, motions, 3D ou mesmo edição de som, será necessário um processador de alta qualidade para garantir uma renderização mais rápida e eficaz.

Já para os Designers que trabalham com Design Gráfico, Web Design, UX Design e UI Design você também precisa de um bom processador para acelerar a renderização dos efeitos, virtualização dos projetos entre outros. Porém não precisa ser tão potente quanto para os profissionais das categorias anteriores.

Neste momento, existem dois gigantes no mercado dos processadores: AMD Ryzen e Intel. Enquanto a Intel oferece o Core i3, Core i5, Core i7 e Core i9, a AMD faz o mesmo com o Ryzen 3, Ryzen, 5, Ryzen 7 e Ryzen 9. 

Atualmente, a marca mais comum é a Intel que separa os seus processadores pelas gamas i3, i5 , e i7, o que pode facilitar bastante a sua escolha.

Se necessita do portátil para executar tarefas mais simples pode optar pela gama i3. O i5 já permite tarefas mais exigentes e o i7 é para quem se quer manter na vanguarda da tecnologia, quem necessita do portátil para os programas mais pesados. Em princípio, quanto maior, melhor. Mas também vai “puxar” mais pelo seu portátil, principalmente a nível energético.

Mesmo dentro da categoria de cada um desses processadores, você vai encontrar diferentes gerações. Até 2020, os mais avançados são os processadores Intel Core i3, i5 e i7 de 10ª Geração, mas modelos de 9ª e 8ª Geração também estão disponíveis.

E é claro que, quanto mais recente, melhor é o desempenho do notebook, já que estão preparados para lidar com tecnologias mais atuais, além de, normalmente, representarem melhor eficiência energética, ou seja, gastam a menor quantidade de bateria possível.

Ah, vale lembrar que você também pode encontrar modelos com processadores mais simples que o i3, como o Intel Celeron, que são indicados apenas para quem vai ter uso ainda mais básico do notebook ( Chromebook ), como só acessar sites e redes sociais, por exemplo.

3. RAM

Memoria para laptop vs memoria para pc.jpg

A RAM é outra componente que deve prestar atenção na hora de escolher um portátil. A memória RAM é um componente de grande importância em qualquer tipo de dispositivo eletrónico, seja um smartphone, tablet, computador de secretária e, claro está, um portátil.

A RAM serve para ajudar o processador a realizar várias tarefas em simultâneo, influenciando, desta forma, a rapidez e fluidez do equipamento. Se vai utilizar vários programas em simultâneo ou algum mais exigente e pesado, vai necessitar de muita memória RAM.

Atualmente, com a quantidade de aplicações que tem a correr ao mesmo tempo no computador, talvez seja melhor pensar em 8 GB de RAM. Isto, claro, se quer utilizar o portátil para as tarefas mais simples. Se lhe der um uso mais exigente, a RAM deverá ser maior.

Para você que trabalhar trabalham com Design Gráfico, Web Design, UX Design e UI Design pelo menos deve ter 8GB, sendo o ideal 16GB.

Já para Motions Designers,3D, edição de vídeo, pelo menos 16GB, sendo ideal 32GB ou mais.

Para além disso, aconselhamos também a verificar a capacidade de expansão suportada pelo portátil porque, desta maneira, quando sentir que necessita de proceder a uma atualização, pode aumentar a memória RAM sem grande esforço, mantendo assim os níveis de desempenho da sua máquina sempre atuais.

4. Unidade de armazenamento

Unidade de armazenamento SSD VS HDD.jpg

As unidades de armazenamento podem ser um disco rígido tradicional (HDD) ou uma unidade de estado sólido (SSD).

O HDD é o disco rígido padrão, e também a forma de armazenamento mais barata. As opções do mercado costumam variar entre 500GB e 2TB, mas notebooks com HD de 1TB são os mais comuns no momento. Isso é mais que suficiente para quem salva arquivos de textos, planilhas, fotos e alguns filmes, por exemplo.

Os SSDs têm a vantagem de ser até 10 vezes mais rápido ao acessar arquivos na inicialização do notebook, além de mais leve e mais seguro na proteção dos arquivos, que ficam menos suscetíveis a possíveis danos. Mas eles também têm custo mais alto e muitas vezes contam com menor capacidade, como 256GB ou 480GB.

A maioria dos notebooks é vendida com SSDs, mas também é possível trocar o HDD original de computadores antigos por um SSD.

Existem, ainda, computadores com SSD e memória Dupla, ou seja, oferecem 1SSD de origem e uma ranhura adicional para colocar outra drive, permitindo duplicar o espaço de armazenamento e reduzir os inconvenientes de armazenar dados de grande dimensão num dispositivo de armazenamento externo.

5. Placa gráfica

Placa grafica Nvdia vs AMD.jpg

Os processadores da Intel já têm uma placa gráfica integrada. Mas não se deixe enganar: é um processador e não uma placa gráfica, isto é, serve apenas para cumprir requisitos mínimos e para as tarefas básicas.

Estas gráficas vêm integradas na própria placa mãe do portátil e, apesar de poder ter o seu próprio CGPU, não têm memória VRAM e utilizam a memória RAM existente.

Se não vai utilizar o portátil para grande desempenho gráfico, como edição de texto, filmes, música e redes sociais, basta uma placa gráfica com memória partilhada.

Se pretende jogar ou trabalhar em edição de imagem e vídeo, deve procurar uma placa gráfica apropriada. Há duas marcas à escolha: a ATI e a NVIDIA. Depois, procure perceber qual a memória da placa gráfica, sendo que 1GB cumpre, 2GB já dá para tarefas pesadas.

Para edição gráfica e vídeos, é muito importante ter uma placa gráfica NVIDIA dedicada. Uma gráfica dedicada tem um GPU (que é o equivalente ao processador), memória VRAM (que é como a RAM) e a sua própria ventoinha para refrigeração. como a Nvidia Quadro.

A placa gráfica suporta a CPU e a placa gráfica integrada. Assim, isso ajuda muito na aceleração do processamento de imagens. Por tudo isso, escolher bem a placa gráfica pode economizar muito tempo e melhorar muito o desempenho de nosso software de edição.

Os gráficos dedicados da NVIDIA se destacam por sua compatibilidade, já que muitos programas de edição são otimizados para NVIDIA. Como por exemplo, todos os aplicativos da Adobe, como Illustrator, Photoshop, Indesign, Fireworks e para edição de vídeo do famoso Adobe Premier Pro.

6. Tamanho e Resolução de tela

Tamanho de tela de Computadores Portateis.jpg

Como dissemos, quem quer ver filmes e séries no notebook não precisa se preocupar com uma placa de vídeo. Mas é bem importante ficar atento ao tamanho e resolução de tela.

A maior parte dos notebooks têm tela de 14" ou 15,6", com definições HD ou Full HD. Como é esperado, quanto maior for a tela e maior a resolução, mais imersiva e detalhada será a visualização.

Como o design gráfico é um produto visual, seu monitor tem que ser o melhor possível. Geralmente, um monitor de 13 polegadas é muito pequeno para design gráfico. Você deve buscar um de pelo menos 15 polegadas. O de 17 é o ideal, mas pode prejudicar um pouco a portabilidade.

Esse tipo de investimento é mais indicado para quem trabalha com edições de imagens ou leva os games mais a sério, e por isso precisa de melhor definição de detalhes, cores e contraste, que serão mais afinados em notebooks com tela Full HD.

Resolucao de tela de Computadores Portateis.jpg

Você também precisa de uma tela HiDPI (chamada de Retina HD pela Apple) . Essas telas têm maior densidade de pixels, exibindo maior nível de detalhes. O mínimo que você precisa ter para trabalhos de design é uma tela com 1920 x 1080 pixels.

Na hora de escolher o tamanho de tela do notebook, também vale considerar a mobilidade do aparelho, já que os modelos com tela menor costumam ser mais leves. Aliás, se você leva o notebook para a faculdade ou usa muito em viagens, pode considerar alguns modelos com telas de até 13".

7. Precisão de cor

Precisao de cor de Computador Portatil.jpg

Precisão de cor e gama de cores ampla são partes essenciais do monitor. Geralmente, o ideal é que o monitor tenha pelo menos 100% do Adobe RGB. Se cor não for o seu foco, um monitor com 100% de sRGB funciona para você.

Uma dor de cabeça comum para qualquer designer é imprimir uma peça e a cor ser completamente diferente da que ele definiu dentro do programa. Muitas vezes, isso acontece devido a um descalibramento das cores mostradas no monitor.

Por isso é tão importante investir em um bom monitor, de preferência com tecnologia IPS, que prometa fidelidade nos tons apresentados.

Duas das principais características dessa tecnologia ( IPS ) é a o seu alto ângulo de visão proporcionado pela posição horizontal das linhas do LCD (contra o alinhamento vertical dos monitores convencionais), chegando a 178 graus e a alta taxa de atualização de imagens, tipicamente 240 Hz, o que torna a transição de imagens mais suave, sendo ideal tanto em filmes quanto em jogos. Para comparação, uma monitor convencional tem um área de visão de 160º e taxa de atualização de 60 Hz.

8. Conectividade

Conectividade de Computador Portatil.jpg

O que vai definir a quais aparelhos ou dispositivos o notebook será ligado, como mouse, impressora, caixas de som ou até uma TV para ver seus filmes em tela grande, é definida pela conectividade do aparelho.

É importante verificar se o número de portas USB disponíveis no notebook são suficientes para você. Por exemplo, se você só usa essas conexões para conectar um mouse ou HD Externo, um notebook com duas ou três portas USB é suficiente.

Caso costume realizar transferências de arquivos com frequência, vale procurar um notebook com USB 3.0, que trabalha mais rápido. Alguns modelos oferecem também uma entrada rápida para cartões de memória.

Para a conexão com smartphones, os notebooks também usam as portas USB, mas alguns celulares mais recentes têm entrada USB Tipo-C, disponível apenas em alguns notebooks, então vale a atenção.

A conexão HDMI é muito usada para ligar notebooks e TVs HD, Full HD ou 4K, já que fazem a transferência de imagens e áudio com qualidade digital. Alguns notebooks também oferecem portas VGA e DisplayPort, compatíveis com monitores.

Os Macbooks são um pouquinho diferentes, já que usam a porta USB Thunderbolt 3, mais uma exclusividade da Apple. Nesse caso, pode ser preciso investir em um adaptador para a conexão HDMI.

9. Bateria

vida da bateria do Computador Portatil.jpg

O portátil precisa da bateria para funcionar. Com a carga completa, poderá utilizar o portátil sem ter de se preocupar sobre onde está a tomada mais próxima.

Se escolheu um portátil com grande desempenho, processador e placa gráfica potentes, automaticamente o consumo energético será bastante elevado e por muita capacidade que a bateria possa ter, nunca poderá apresentar grande autonomia. Claro que se colocar todas as definições no mínimo, conseguirá aumentar a autonomia para valores interessantes, mas se optou por um portátil para grande desempenho, não será esse o objetivo, certamente.

Se optou por um portátil de desempenho mais moderado, com gráfica de memória partilhada e processador de baixa voltagem, encontrará várias opções entre portáteis com autonomia excelente, alguns até 10 horas.

Quantas mais horas a bateria durar, melhor. Em média, os portáteis oferecem uma autonomia de até nove horas. Claro que queremos mais, sendo este um dos principais pedidos dos utilizadores.

10. Marca

Melhores Marcas de Computadores Portateis.jpg

A marca será sempre um fator a ponderar na compra de um portátil. Uma marca com reputação é, geralmente, sinal de boa qualidade do produto. por exemplo , Apple, Asus , Acer, Dell , HP , Lenovo e MSI...

É certo e sabido que algumas marcas inspiram mais confiança, quer pela durabilidade dos seus dispositivos, quer pela longevidade no mercado. Não é raro surgirem novas marcas ( Huawei e Xiaomi ) desconhecidas que oferecem máquinas com características e preços apelativos, mas, devido à sua inexperiência na área, acabam por desiludir.

O conselho aqui é procurar algo dentro das marcas que ao longo do tempo provaram a sua fiabilidade. Informe-se acerca de cada marca e do suporte técnico oferecido pela mesma. Pode fazer toda a diferença na hora de comprar um portátil.

Em Resumo

Esta ordenação de critérios é uma sugestão de filtragem que consideramos ser adequada para a maioria dos utilizadores, mas poderá não ser a mais ajustada para todos. Tudo depende daquilo que é prioritário para si. Imagine que necessita obrigatoriamente de um portátil com um ecrã grande ou com grande autonomia. Estes aspetos irão afetar e filtrar logo de início as opções disponíveis.

Sabemos que ter um bom computador é fundamental para conseguir trabalhar. Um bom PC portátil para Design, vai melhorar a sua produtividade, possibilitará a utilização de novos recursos sem dores de cabeça e vai te ajudar a ficar tranquilo para focar realmente na sua parte criativa.

O desenho gráfico tornou-se uma profissão em expansão e umas das mais procuradas nos últimos anos, o que levou a mais pessoas à procura de um computador para o desenho gráfico, que deve ter desempenho superior ao que normalmente oferecem os computadores mais convencionais.

Há que ter em mente que um designer gráfico usa programas específicos como o Adobe Photoshp, o Ilustrator, Rhino, 3D Studio e muitos mais, precisam de uma gama de serviços e hardware que permitam tirar o máximo de rendimento dos seus projectos.

O que realmente importa para estes designers gráficos são questões que os usuários de computador regulares não têm sequer para pensar. Estes são precisão impressora a cores, calibração de monitor, a velocidade do disco rígido e dispositivos de armazenamento externos para gigabytes de dados.

Os modelos de computadores portáteis estão sempre a mudar à medida que novas tecnologias e materiais se tornam amplamente disponíveis. Saber como escolher um computador portátil não é uma tarefa fácil. Não existem portáteis perfeitos, mas, no entanto, existem portáteis que são mais ou menos adequados às necessidades de cada pessoa.


0 Responses